Dicas SEO para Blogger em 10 Passos

Se você tem um site ou um blog provavelmente já ouviu falar de SEO, certo? Essas três letrinhas são as iniciais de Search Engine Optimization, técnicas que fazem com que seu site ganhe pontos com o dr. Google e, assim, apareça entre os primeiros lugares das buscas orgânicas (não-pagas) – o que, obviamente, atrai muitos novos leitores e garante pageviews sem custos diretos. O tema é super técnico e, ao que se comenta, envolve mais de 200 fatores (incluindo aí o que você NÃO deve fazer nunca, sob pena de ser punido e até banido pelo Google – eles estão de olho em questões éticas, nada de jeitinho pra se dar bem!).

Na época em que trabalhei comandando o marketing de um e-commerce, fiz alguns cursos e me apaixonei pelo assunto. Me arrisco a dizer que essa paixão foi que me despertou o desejo de voltar a blogar. Não, não sou expert, sou apenas uma curiosa que estudou um pouquinho! Mas vou dividir um pouquinho dessa curiosidade aqui, para ajudar blogueiros e pequenos empresários que ainda não podem/querem pagar por uma consultoria especializada.

Importante: o SEO é um trabalho de formiguinha. Por mais bem-otimizado que esteja seu site, há fatores que dependem do tempo. Uma url mais nova tem um PageRank no Google bem menor do que uma antiga, além de menos conteúdo indexado e menos links voltados para ela (e tudo isso conta pontos). Faça a sua parte e siga em frente, porque mexer na máquina do tempo ainda não é possível!

{entendem por que eu demorei pra desapegar na minha url vintage “de ouro” ItGirls.com.br?! #SaudadeDoMeuAntigoPageRank}

A URL DO BEM

Sua url JAMAIS deve ser naquele formato que coloca o número do post em vez do título. O assunto tratado e/ou o nome do produto (no caso de e-commerces) precisam aparecer na linha do www para que seja considerada uma url amigável. Usar palavras-chave no título – e, por tabela, na url – também é importante, mas essa é uma aula mais avançada sobre a qual ainda não tenho didática suficiente!

DANDO NOME ÀS IMAGENS

Salve suas imagens com o nome do que elas representam (nada de palavras genéricas do tipo “imagem 1”, “montagem” ou coisas do gênero). O mesmo título da imagemprecisa ser repetido no campo “texto alternativo” quando é feito o upload no site.

ORIGINALIDADE CONTA!

O Google sabe tudo! TUDO que já foi publicado em qualquer site do mundo. Por isso,nada de copiar conteúdo – a réplica, em ambiente virtual, é logo detectada e pontos são perdidos com isso. Em caso de e-commerces que vendam produtos disponíveis também em concorrentes (caso de livrarias ou lojas de departamento, por exemplo), é importantíssimo fazer uma descrição inédita e personalizada em vez de simplesmente replicar a enviada pelo fornecedor.

GOOGLE “JUICE”

Cada link para seu site conta como uma espécie de voto. E cada voto aumenta a relevância e, por consequência, o Page Rank do Google. Quanto maior o Page Rank, mais bem posicionado seu site estará em buscas. Links de sites externos são mais poderosos de acordo com o Page Rank de quem te linka – por isso, não necessariamente o intuito é ter mais links externos, já que determinados sites garantem mais pontos que outros. O que você pode começar a fazer já, sem dependência de urls externas? Linke seus próprios links ao longo de novos posts sempre que possível. Por este mesmo motivo, em sites de notícias e blogs, os plugins que mostram “posts relacionados” no fim de cada texto são pra lá de bem-vindos.

p.s. quando linkar, evite o famoso – e prático – “clique aqui”. Para efeitos de SEO, o ideal é colocar o link “dentro” de um texto que explique do que trata o post linkado.

DEVER DE CASA DIÁRIO

Os robôs do Google te visitam na proporção que o seu site costuma ser atualizado –ouvi em um curso que, em um site de notícias como o UOL, o robô entra a cada cinco segundos. Então, mãos à obra: ter conteúdo sempre novo e atualizado faz bem a sua url. Ahh, e fique sempre atento a proporção de texto X imagens: a quantidade ideal de texto deve estar entre 25% e 70% do total do conteúdo (evite ceder à tentação de colocar muito conteúdo em montagens lindas de JPG!).

MENOS É MAIS

Na moda, na vida ou no SEO, simplicidade é sempre uma benção! Garanta que seu site tem uma navegação simples, fácil, limpa.

ONDE ESTOU?

O campo de busca é fun-da-men-tal! Fico espantada com sites que não têm este espaço – ou, pior, que o têm com erros graves de programação que fazem com que ele não funcione bem. Além de facilitar a vida de quem procura por algo no seu espaço, garante pageviews adicionais daqueles que navegam em busca de assuntos.

#USE-COM-MODERAÇÃO

Em tempos de hashtags em todos os cantos (muitas vezes usadas à exaustão), pouca gente sabe que, em um site, quanto menos tags, melhor. A explicação? Quanto mais conteúdo existir dentro de uma url (no caso a url/tag/x), mais relevância ela terá. Por isso, é melhor ter poucas tags e mais posts dentro de cada uma delas – use apenas aquelas que você realmente alimenta, que realmente representam as palavras-chave abordadas em seu trabalho.

REVISÃO GERAL

Existem algumas questões mais técnicas que podem ser resolvidas mesmo por leigos, sem grandes dificuldades. Recomendo usar o site Woorank como guia. Você coloca sua url no campo indicado (atenção, pode ser feita apenas uma consulta semanal de maneira gratuita) e ele te dá um feedback de diversos fatores – divididos entre os que estão ok, os que podem ser melhorados e os erros a consertar, sempre dizendo a definição didática, o grau de dificuldade para consertar e o impacto do fator na pontuação final. Os mais simples podem ser aprendidos em tutoriais Google adentro. Melhore sua pontuação até o máximo que conseguir.

Boa otimização pra todo mundo!

Fonte: http://alegarattoni.com.br/um-pouco-de-seo-dez-dicas-para-seu-blog-ou-site/

por Alessandra Garattoni