Kryptônia – Zé Ramalho – Letra

Não admito que me fale assim Eu sou o seu décimo-sexto pai Sou primogênito do teu avô Primeiro curandeiro Alcoviteiro das mulheres Que corriam sob teu nariz… Me deves respeito Pelo menos dinheir…